Técnico em Segurança do Trabalho

Habilitação?

Técnico em Segurança do Trabalho
Eixo tecnológico?

Ambiente, saúde e segurança.

Atributos do Profissional?

Precisão, atenção e disciplina.

Curso Técnico em Segurança do Trabalho?

A Segurança do Trabalho é a ciência que atua na prevenção dos acidentes do trabalho decorrentes dos fatores de riscos ocupacionais. Nos locais de trabalho existem inúmeras situações de risco passíveis de provocar acidentes do trabalho. Logo, a análise de fatores de risco em todas as tarefas e nas operações do processo é fundamental para a prevenção.

Entre os fatores de risco que provocam acidentes do trabalho, destacam-se: Eletricidade, máquinas e equipamentos, incêndios, armazenamento e transporte de materiais, manuseio de produtos perigosos, ferramentas manuais, contato com agentes biológicos, dentre outros.

O Técnico em segurança do trabalho?

O Objetivo de seu trabalho é supervisionar as atividades ligadas á segurança do trabalho, visando assegurar condições que eliminem ou reduzam ao mínimo os riscos de ocorrência de acidentes de trabalho, observando o cumprimento de toda a legislação pertinente, que regulam a matéria.

Suas metas são:

Promover inspeções nos locais de trabalho, identificando condições de perigo, tomando todas as providências necessárias para eliminar estas situações de riscos, bem como treinar e conscientizar os funcionários quanto a atitudes na segurança do trabalho.

Preparar programas de treinamento sobre segurança do trabalho, incluindo programas de conscientização e divulgação de normas de segurança, visando ao desenvolvimento de uma atitude preventiva nos funcionários quanto à segurança do trabalho.

Promover campanhas, palestras e outras formas de treinamento com o objetivo de divulgar as normas de segurança e higiene do trabalho individual e coletiva, bem como para informar e conscientizar o trabalhador sobre atividades insalubres, perigosas e penosas, fazendo o acompanhamento e avaliação das atividades de treinamento e divulgação. Supervisionar os serviços de cantina e refeitórios, vigilância e portaria, visando garantir o bom atendimento ao público interno e visitantes, bem como a sua segurança.

Levantar e estudar estatísticas de acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho, analisando suas causas e gravidade, visando a adoção de medidas preventivas, para evitar que se repitam, entre outras atividades.

Campos de Atuação?

O campo de atuação do Técnico em Segurança no Trabalho é amplo, inclui o setor público e privado, englobando indústrias, empresas prestadoras de serviços, estabelecimentos de saúde, de ensino, empresas de sistema de segurança, fabricantes de equipamentos de segurança, dentre outras possíveis atuações.

Carga Horária total do curso

O curso tem carga horária de 1250 hora/aula, teóricas e práticas na própria instituição de ensino e 50 hora/aula de estágio supervisionado em empresas conveniados.

Duração do curso

Mínima de 18 meses, divididos em 3 módulos de aulas teóricas e práticas na instituição de ensino e em participações com a comunidade e estágio obrigatório supervisionado em empresas conveniados da região.

Períodos do curso

Noturno das 19h às 22h

Quanto ao estágio?

Períodos de estágio – A coordenação do Sistema Educacional OPÇÃOTEC fornece aos alunos toda a documentação necessária para o convênio de estágio, mas é o aluno, através de seu empenho, que busca o espaço de estágio junto as empresas de Maringá e região. O período de estágio pode ser concomitante em contra turno ou ao final das aulas teóricas

Custo do estágio – O custo de cada estágio depende de onde o aluno buscar a parceria de convenio.

Definição de Estágio profissional obrigatório – É uma conformidade ao perfil da profissão para a conclusão do curso, o estágio obrigatório não pode ser remunerado, o aluno deverá ter 100% de frequência, mesmo aqueles alunos que comprovarem o exercício profissional correspondente às funções de Técnico ou Auxiliar, não estarão dispensados do Estágio.

Avaliação do Estágio – Envolve a frequência e o aproveitamento levando em consideração o comportamento, conhecimento e desempenho.

Comportamento: O cumprimento dos princípios éticos e morais que regem a vida profissional, comprometimento com o desenvolvimento do trabalho, valorizando a iniciativa, criatividade e a capacidade do discente de reflexão crítica e interação com os colegas, professores e outros profissionais.

Conhecimento: Avaliar a aplicação dos conhecimentos técnicos de enfermagem inerentes a sua função de acordo com a Lei do Exercício Profissional, resgatando os conceitos de saúde mental e a relação teoria-prática.

Desempenho: Avaliar a capacidade do aluno na comunicação verbal, não verbal e escrita, saber lidar com o sofrimento humano, receptividade nas orientações, aplicação das técnicas de comunicação terapêutica voltadas para a melhora do paciente, aplicação e execução das técnicas de enfermagem, entre outros.

Uniforme de estágio?

Uniforme sempre de cor branca – calça comprida, blusa, camisa ou camiseta com manga, sapato branco de couro e Jaleco.

As mulheres com o cabelo preso, perfume suave, maquilagem suave, é proibido o uso de roupa transparente, curta ou decotada e acessórios.

Os homens com a barba feita, cabelo curto, unhas curtas, asseados e desodorizados é proibido o uso de acessórios.

O uniforme e obrigatório e o custo é do aluno, não estando embutido no valor da mensalidade.

Condutas: Comparecer ao local de estágio com 10 minutos de antecedência. Após o horário e por relevante, o aluno entrará somente com autorização prévia do professor.

É proibido se ausentar do local de Estágio sem a comunicação prévia ao professor.

Não é permitida falta. Em caso de falta justificada conforme item do Sistema de Avaliação, Recuperação e Promoção, o aluno deverá fazer a reposição do estágio, fora do período letivo.

Qual é a nota mínima para aprovação?

Avaliação: O professor avaliará o aluno através de provas, trabalho, frequência e desenvolvimento das habilidades nas aulas práticas e estágios. Todas as avaliações são por disciplinas individuais, tendo que atingir média da nota 6,0 e frequência acima de 75% nas aulas teóricas e práticas, e 100% no estágio, avaliação por conselho de classe e a reprova em uma disciplina do módulo implicará em refazer o módulo na integra. A segunda chamada de prova e avaliação tem um custo, deve ser requerida na secretaria, e a instituição disponibiliza de um calendário letivo com as datas disponíveis para aplica-las.

Certificação: A certificação será concedida ao aluno que tiver média 6,0 em cada disciplina e frequência acima de 75% nas aulas teóricas e práticas, e 100% no estágio. O certificado é emitido pela instituição de ensino, perante autorização do CEE-Conselho Estadual de Educação e liberação da SEED–Secretaria de Estado da Educação, sendo que o prazo para entrega do Diploma fica vinculado ao processo de autorização e liberação do Sistema Estadual o qual temos a obrigação de enviar os documentos, processos e relatórios a nos pertinentes, mas não temos poder de intervir ou acelerar. O Diploma Técnico em Enfermagem é reconhecido em todo Território Nacional, inclusive pelo Conselho de classe CRST e sua Federação.

O curso é autorizados pelo MEC?

Os conselhos estaduais de educação são responsáveis pela autorização, regulamentação e reconhecimento das instituições ensino privadas que ofertam cursos técnicos. As Escolas Técnicas reconhecidas por seus pelo respectivo Conselho de Educação de seu estado deverão ser cadastradas no SISTEC/MEC. Você pode conferir clicando no link a seguir:

http://sistec.mec.gov.br/consultapublicaunidadeensino

REGISTRO DE AUTORIZAÇÃO JUNTO AO MEC / CEE / SEED – ATO 4158/2013

MANTENEDORA – OPÇÃO SISTEMA EDUCACIONAL LTDA – ME

O que se aprende no curso de segurança do trabalho?

Administração em segurança do trabalho

Nesta matéria teremos noções de introdução a administração, noções da organização do trabalho, aprenderemos como podemos constituir uma empresa de segurança do trabalho parâmetros de qualidade, como as novas tecnologias podem influenciar nas regras de segurança, planejar e controlar a produção com segurança. Arranjos físicos em empresas e noções de fluxogramas e organogramas.

Comunicação e educação em segurança do trabalho

Aprenderemos a identificar usar e validar de fontes de informação, os métodos e técnicas de pesquisa bibliográfica, analisar e compreender os textos as estatística aplicada a segurança do trabalho. Elaborar projetos, textos, redação técnico-cientifica e norma culta da língua. Produzir material informativo e educativo. Elaborar métodos e técnicas de transmissão de informações e treinamento em segurança do trabalho como identificação, uso e validação de fontes de informação, métodos e técnicas de pesquisa bibliográfica: definir, classificar, analisar e compreender os textos técnicos, científicos, jornalístico e literário. Planejar os tipos de redação técnica, relatórios gerais e relatório de inspeção, pareceres, cartas comerciais, ofícios, memorandos, atas, elaborar regulamento interno de segurança do trabalho. Compreender a importância de produções textuais. Redação técnico-cientifica. Produção de material informativo e educativo: folders, cartazes, releases, banner, informativos, cartilhas. Estatística aplicada a segurança do trabalho, conceitos e aplicações. Elaboração de planilhas e gráficos. Passos do encaminhamento e da elaboração de projetos. Definição dos problemas, dos objetivos, estrategias e instrumentos de pesquisa, análise e interpretação de dados e informações, conclusão e divulgação. Estudos e aplicação das normas da ABNT. Métodos e técnicas de educação e ensino: objetivo, organização da informação, técnicas de apresentação, recursos audiovisuais; técnicas de oratória; preparação de eventos, formas de

Treinamento no local de trabalho e avaliação em treinamento.

Doenças ocupacionais

Estudar as doenças ocupacionais, podendo definir quais são as doenças profissionais, lesões causadas por esforços repetitivos e doenças profissionais: do Sistema respiratório, circulatório, mentais, dermatoses, câncer. Distúrbios provocados por: Eletricidade, temperaturas extremas e ruídos.

Ergonomia

Organização do trabalho sob o ponto de vista ergonômico, norma regulamentadora, ginastica laboral.

Higiene do trabalho

Objetivos da higiene do trabalho, sistema de gerenciamento ambiental, normas internacionais de segurança.

Legislação e ética em segurança do trabalho

Fundamentos e normas técnicas de segurança, direitos e deveres do técnico de segurança do trabalho, responsabilidade civil e criminal. Informações quanto a legislações trabalhista, interpretar normas de segurança da vigilância sanitárias e os princípios básicos de prevenção de acidentes no trabalho.

Prevenção e controle de riscos e perdas

Administração dos recursos materiais, estocagem, qualidade, mapeamento do fluxo de valor, identificação, proteção e eliminação do risco, controle de perdas e técnicas de analises de riscos e perdas. Analises de operações com determinação da confiabilidade, avaliações de perdas; controle e levantamento de perdas. Custos das perdas.

Riscos físicos e químicos

Conceito de ambiente insalubre, como ruído continuo, impacto, vibrações, umidade e luz. Influência de atividades laborais sob exposição à radiação, ionizante ou não. Exposição a produtos e agentes químicos, gases e vapores

Prevenção a sinistros com fogo

Princípio da combustão: características físicas e químicas da combustão; causas comuns de incêndio. Técnicas de prevenção e combate ao incêndio; classe de risco e métodos de extinção; material de combate ao fogo e planos de emergência com rota de fuga.

Primeiros socorros

Primeiros cuidados indispensáveis para manutenção da vida, procedimentos de ressuscitação cardiovascular e reanimação no local do acidente, práticas de primeiros socorros; noções de atendimento em casos de emergência, locomoção, remoção de vítima.

Processo industrial e segurança

Objetiva conhecer as tecnologias utilizadas na indústria e prestadoras de serviços, processos e fluxogramas de produção, maquinas e equipamentos de transporte, manutenção preventiva de materiais, equipamentos e ferramentas manuais, caldeiras, vasos de pressão e fornos

Programas de controle e monitoramento

Laudo técnico das condições ambientais do trabalho; programa de proteção respiratória; programa de proteção auditiva; perfil profissiográfico previdenciário; e programas de prevenção de riscos ambientais; programa de condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção – pcmat. Estudo das nrs-31 e 32.

Psicologia do trabalho

Administração de conflitos, relação da psicologia com a segurança e medicina do trabalho, relações interpessoais no trabalho; psicologia organizacional; estresse, doença e acidente de trabalho.

Saúde do trabalhador

Saúde coletiva e do trabalhador, indicadores de saúde no ambiente de trabalho, epidemiologia descritiva e aplicada (transmissão de doenças), vigilância sanitária / vigilância epidemiológica, biossegurança, e toxicologia, exposição as substancias toxicas no trabalho.

Segurança do trabalho

Histórico da segurança do trabalho, bases cientificas e tecnológicas da segurança. Aspectos sociais, econômicos e éticos da segurança e medicina do trabalho. Proteção individual e coletiva no trabalho: uso de equipamentos individuais e coletivos. Sinalização de segurança. Serviço especializado em engenharia de segurança e medicina do trabalho – sesmt;

Técnicas de utilização de equipamentos de medição

Conceitos e técnicas de utilização dos equipamentos de medição, tipos de equipamentos, atividades e operações insalubres, estudos nas normas de higiene ocupacional, e análise quantitativa do mapeamento de riscos.

Projeto de segurança do trabalho

Elaboração de projeto de segurança do trabalho, com normas reguladoras, com avaliação e controle de riscos.

Grade Curricular detalhada?

Módulo I –

Administração em segurança do trabalho (60h)

Comunicação e educação em segurança do trabalho (60h)

Prática Comunicação e educação em segurança do trabalho (20h)

Doenças ocupacionais (60h)

Ergonomia (60h)

Prática Ergonomia (20h)

Higiene do trabalho (20h)

Módulo II –

Legislação e ética em segurança do trabalho (60h)

Prevenção e controle de riscos e perdas (60h)

Riscos físicos e químicos (60h)

Prática Riscos físicos e químicos (20h)

Prevenção a sinistros com fogo (60h)

Prática Prevenção a sinistros com fogo (20h)

Primeiros socorros (40h)

Prática Primeiros socorros (20h)

Módulo III –

Processo industrial e segurança (60h)

Programas de controle e monitoramento (40h)

Prática Programas de controle e monitoramento (40h)

Psicologia do trabalho (30h)

Saúde do trabalhador (60h)

Segurança do trabalho (160h)

Prática Segurança do trabalho (60h)

Técnicas de utilização de equipamentos de medição (40h)

Prática Técnicas de utilização de equipamentos de medição (40h)

Projeto de segurança do trabalho (40h)

Prática Projeto de segurança do trabalho (40h)

Qual o conselho de classe da categoria?

CRST-PR (Conselho Regional de Segurança do Trabalho do Paraná)

Como cadastrar e filiar-se junto ao conselho de classe ao final do curso?

Relação de Documentos para inscrição no Conselho Regional de Segurança do Trabalho – Técnico em Segurança do Trabalho

O registro profissional será efetivado pelo Setor de Identificação e Registro Profissional das Unidades Descentralizadas do Ministério do Trabalho e Emprego, mediante requerimento do interessado, que poderá ser encaminhado pelo sindicato da categoria.

O requerimento deverá estar acompanhado dos seguintes documentos:

  • Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS, para lançamento do registro profissional
  • Cópia autenticada de documento comprobatório do atendimento aos requisitos constantes nos incisos I, II ou III do artigo 2º da Lei nº 7.410, de 27 de novembro de 1985
  • Cópia autenticada da Carteira de Identidade (RG)
  • Cópia autenticada do comprovante de inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF).

http://www.areaseg.com/nrindex/nr27.html